Pro Vida

O que é?

O ecocardiograma transtorácico é um exame que utiliza ondas de ultrassom para estudar o coração.

Tem como objetivo principal a avaliação das câmaras cardíacas, válvulas, funcionalidade do músculo (miocárdio), doenças do pericárdio. Atualmente, os aparelhos permitem um mapeamento a cores e análise de fluxos cardíacos através do doppler, o que permite ainda mais diagnósticos e maior precisão.

Como funciona? A roupa da parte superior do corpo é removida e coberta por um lençol ou o paciente pode vestir uma bata hospitalar se assim desejar, depois disto o paciente deita na mesa de exame. Um gel à base de água é colocado no tórax do paciente e o transdutor é passado sobre ele. O exame costuma demorar de 10-15 minutos. O paciente tem direito a um acompanhante durante todo o exame. Em bebês e crianças o funcionamento é o mesmo. O médico e funcionárias do setor têm formas de entretê-los, o que faz com que na imensa maioria dos exames as crianças permaneçam tranquilas. O ecocardiograma é um exame extremamente seguro, sem radiação. 

Como funciona?


O ecocardiograma pode ser realizado em uma clínica ou até mesmo no consultório do cardiologista. Para o ecocardiograma de repouso não é necessário qualquer preparo.

A roupa da parte superior do corpo é removida e coberta por um lençol ou o paciente pode vestir uma bata hospitalar se assim desejar, depois disto o paciente deita na mesa de exame.

Quando necessário, utiliza-se eletrodos, que são colocados no tórax e ombros do paciente, ligados a um eletrocardiógrafo. O ECG serve para sincronizar os vários eventos cardíacos (enchimento e esvaziamento das câmeras cardíacas). Um gel incolor é colocado no tórax do paciente e o transdutor é passado sobre ele.

O cardiologista então toma registros de diferentes partes do tórax. O médico às vezes pede que o paciente deite de lado ou que respire lentamente ou que prenda a respiração.

Isto permite que o equipamento tome imagens mais claras e precisas. A maquina mostra as imagens diretamente em seu monitor e, e que podem ser regitradas em um sistema de armazenamento de imagens, ou papel, DVD, PenDrive e/ou ficarem disponíveis por um período da nuvem. Este registro pode ser revisto posteriormente pelo cardiologista antes de escrever seu laudo.

 

Sobre


A aparência das paredes também pode ajudar a identificar certos tipos de doença cardíaca que compromete principalmente o músculo cardíaco. Nos pacientes com hipertensão de longa data, o exame pode determinar a espessura e a complacência das paredes do ventrículo esquerdo. Quando a função de bomba do VE é reduzida em pacientes com insuficiência cardíaca, ambos os ventrículos tendem a se hipertrofiar.

O ecocardiograma pode medir a severidade desta hipertrofia. Estudos seriais, realizados anualmente, podem monitorar a resposta ao tratamento.

A função de bomba ejetora do coração pode ser avaliada com o ecocardiograma. Pode-se, então, estimar se esta função está normal ou reduzida em um grau maior ou menor.

Esta medida é conhecida como fração de ejeção. Uma fração de ejeção normal está situada entre 55-65%. Valores abaixo de 45% representam alguma diminuição da função de bomba ejetora do coração, enquanto que números abaixo de 30-35% são representativos de importante redução desta função.

O ecocardiograma também pode mostrar se a bomba cardíaca está funcionando de maneira deficiente devido a uma condição conhecida como cardiomiopatia ou se uma determinada região do coração apresenta diminuição de seu movimento devido a um infarto do miocárdio anterio. Assim sendo, o ecocardiograma pode avaliar a capacidade de bomba ejetora de cada câmera cardíaca e o movimento da cada parede individualmente.

A diminuição de movimento das paredes pode ser graduada como leve, moderada ou severa. Em casos mais graves, uma área afetada pode apresentar nenhum movimento (acinesia) ou até mesmo movimentar-se em direção ao lado oposto dax outras paredes (discinesia).

Esta última condição pode ser vista em pacientes com aneurisma do ventrículo esquerdo. Estes aneurismas (ou saculações) são decorrentes de um infarto anterior que provoca enfraquecimento da musculatura de uma determinada porção da parede do ventrículo.

Função valvular: o eco identifica a estrutura, espessura e movimento de cada válvula cardíaca. Ele pode determinar se a válvula está normal, se ela apresenta cicatrizes adquiridas através de uma infecção ou febre reumática, pode também mostrar se a válvula está espessada ou se ela apresenta calcificações, rasgões, etc. O eco também pode avaliar a função de válvulas prostéticas ou artificiais.

O Doppler ajuda a avaliar a presença de vasamentos através das válvulas e determinar seu grau de severidade.

O Doppler é também muito útil na avaliação da presença de estreitamento ou estenose das válvulas.

Deve ser lembrado que o Doppler segue a direção e a velocidade do sangue e não o movimento das folhas das válvulas ou seus componentes. Por exemplo, nos casos de vasamentos das válvulas pode-se observar uma reversão (sentido retrógrado) do sentido do fluxo sanguíneo, enquanto que na estenose das válvulas observa-se um aumento da velocidade do fluxo sanguíneo para a frente (sentido anterógrado).

O ecocardiograma é usado para diagnosticar o prolapso da válvula mitral, enquanto o Doppler identifica se ele é associado com vasamento ou regurgitação da valva mitral.

Status de volume: uma diminuição da pressão arterial pode ser vista quando existe comprometimento da função cardíaca, embora isso também possa acontecer quando o paciente apresenta uma redução do volume de sangue circulante, como pode ser visto nos casos de desidratação, perda de sangue, uso de diuréticos, etc. Em muitos casos, o diagnóstico pode ser feito com base na história clínica, exame físico e exames de sangue. No entanto, pode haver confusão quando os pacientes apresentam uma combinação de problemas. O Ecocardiograma pode ajudar a esclarecer esta confusão. A veia cava inferior (grande vaso que traz o sangue da metade inferior do corpo para o átrio direito) se encontra distendida ou aumentada de tamanho em pacientes com insuficiência cardíaca, enquanto que nos pacientes com apresentam redução do volume de sangue circulante, nota-se um diminuição do calibre deste vaso.

 

Outras Utilizações


 O ecocardiograma é útil também no diagnóstico de líquido dentro pericárdio (o saco que envolve o coração), determinando se este problema é grave e potencialmente fatal. Outros diagnósticos feitos pelo Doppler: doenças cardíacas congênitas, tumores ou coágulos de sangue dentro do coração, infecção ativa das válvulas cardíacas, elevação anormal da pressão dentro dos pulmões, etc

A ecocardiografia é extremamente segura. Não se conhecem riscos associados ao uso clínico do ultrassom neste tipo de exame.

Perguntas Frequentes

Dúvidas sobre
Ecocardiograma Adulto e Pediátrico

O que é o exame Doppler?

O Doppler é uma parte especial do exame de ultrasom que avalia o fluxo sanguíneo (direção e velocidade). Por outro lado o M-mode eo Eco-2D avaliam o tamanho, espessura e movimento das estruturas cardíacas (câmeras, válvulas, etc.). Durante o exame Doppler o feixe de US avalia o fluxo sanguíneo enquanto ele entra e sai das cavidades cardíacas. Esta informação é apresentada visualmente no monitor (como imagens coloridas ou traçados em cinza, ou como uma série de sinais audíveis como um som pulsátil).

Que tipo de informação estes exames fornecem?

O ecocardiograma é uma valiosa ferramenta diagnóstica que fornece importante informação sobre: Tamanho das câmeras cardíacas, incluindo dimensão ou volume da cavidade e espessura das paredes.

Agende uma
consulta
via telefone

Horário de funcionamento
8h às 23h

(48) 3631-1515
instagram

Siga-nos no instagram

complexoprovida
x
Horário de Atendimento: 8h às 23h Agendamento de Consultas e Exames: (48) 3631-1515 (48) 3631-1500 Revista PróVida
Resultados de Exames